Pular para o conteúdo principal
Limpeza

Como eu sei se estou com cárie?

Saiba como indentificar uma cárie e como tratá-la

Criado em: 08/12/2020 às 16:00 - Atualizado em: 22/01/2021 às 12:32

Imagem de uma moça fazendo tratamento dental

A cárie é causada por bactérias que fazem a produção de ácidos que destroem o esmalte do dente e formam pequenos buracos nos dentes. As bactérias se alimentam dos açucares e amidos ingeridos, ou seja, alimentos mais fáceis de ficarem presos aos dentes por bastante tempo, tais como leite, bolos, refrigerante, frutas secas, sorvete, mel, são mais predispostos a causar cárie do que alimentos que se dissolvem facilmente através da saliva.

 

Como eu sei se estou com cárie?

 

Essa avaliação é feita exclusivamente pelo dentista que irá avaliar o quadro clínico bucal e dirá com certeza se você tem ou não cárie. A cárie se desenvolve embaixo da superfície do dente, onde você não pode vê-la.

O diagnóstico de cárie normalmente é fácil. Como pode ser detectado?

Através de perguntas sobre dor de dente e sensibilidade, exame da boca e dos dentes, análise meticulosa dos dentes com instrumentos odontológicos para verificar se há presença de cáries e raio-X dentário.

 

Como evitar a cárie?

 

Escovar os dentes logo após as refeições ajuda a prevenir a formação de placas bacterianas. Após os 20 primeiros minutos após a alimentação, as bactérias entram em processo acelerado dentro da boca. A escovação noturna é fundamental, uma vez que, as bactérias estão mais ativas à noite, pois a salivação é menor.

Os selantes dentais também ajudam a prevenir o aparecimento de cáries. Esse procedimento normalmente é realizado em crianças, logo após o surgimento dos molares, que impedem o acumulo de placa nas cavidades das superfícies vulneráveis. Para os idosos também é recomendado o uso de selantes.

Outra forma de prevenção é a utilização de flúor, o mesmo quando ingerido durante o desenvolvimento dos dentes, pois é incorporado à estrutura do esmalte e ajuda a proteger contra a ação dos ácidos.

Passar o fio dental também é primordial na prevenção das cáries e problemas de gengiva.

E mesmo com toda essa prevenção, é preciso ir ao dentista pelo menos duas vezes ao ano para aplicação de flúor e limpeza dos dentes e boca.

 

Possíveis complicações:

 

  • Dor e desconforto;
  • Sente fraturado;
  • Não conseguir morder com o dente;
  • Abscesso dentário;
  • Sensibilidade no dente.

 

Cárie tem cura?

 

Geralmente o tratamento salva o dente, e se tratado de forma precoce é menos doloroso e mais barato do que o tratamento de uma cárie avançada.

Você pode precisar de medicamentos anestésicos ou outros medicamentos receitados para aliviar a dor durante e depois do tratamento odontológico.

Somente um médico ou dentista pode receitar o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. É fundamental seguir as orientações do seu médico ou dentista e nunca se automedique.